powered by

“As melhores histórias ao volante não as posso contar”, admite Dani

Ex-futebolista e atual comentador da CNN Portugal parou na Oficina Vip para recordar algumas histórias vividas ao volante. E foram muitas, apesar de nem todas poderem ser contadas, admite.
Check-up Media Dani OV

Sempre em alta rotação. A 250 km/h e sem controlo de tração. Quem viu jogar Dani, Daniel Carvalho, segundo o cartão de cidadão, recorda-o franzino, esguio, de olhos enormes, a trocar os olhos aos defesas das equipas rivais, em dribles e mudanças de velocidade estonteantes.

Jogou poucos anos. Mas jogou muito. Encantou os adeptos das equipas por onde passou: Sporting, West Ham, Ajax, Atlético de Madrid, Benfica e Seleção Portuguesa. Defendeu todos estes emblemas até acabar a carreira futebolística, aos 27 anos. Numa idade com que muitas rock stars se despedem da vida, Dani despedia-se dos relvados. Ficava com a vida que sempre quis – mais livre – apesar de muitos “chorarem” o seu abandono prematuro.

Para Dani, o futebol continua vivo, apesar de tudo, nos comentários que faz, regularmente, na CNN Portugal. Um ritmo diferente, mas sempre acutilante e ágil nas palavras e no pensamento. Hoje, casado e pai de duas filhas, continua a “correr”, embora a outro ritmo, tendo encontrado tempo para visitar a Oficina Vip.

“Histórias ao volante tenho muitas”, conta Dani. “Mas as melhores não as posso contar, ficam para um livro, a escrever um dia”, acrescenta, seguido de uma gargalhada.

A Oficina Vip pode confirmar que são muitos os episódios vividos por Dani em viagem. Ficam guardados para a “tal” biografia a publicar daqui a uns anos. Mas, mesmo assim, há muitas que podem ser partilhadas. E que deixam antever um pouco do todo.

Check-up Media Dani Atlético de Madrid

E nem vamos revelar as “experiências noturnas” de Dani no Toyota Carina do pai. “Um carro de grande estima”, sublinhe-se, e que, na manhã seguinte, estava sempre devidamente estacionado. Uma manhã, porém, com uma pequena batida na frente.

Dani bem tentou adiar a vistoria do pai ao carro, mas sem sucesso. A sua sorte (suada e criativa) era que jogava muito bem. E nesse dia marcou três golos pelo Sporting ao Porto. Como ralhar com um miúdo de 15 anos capaz de um hat-trick, num clássico, depois de sair à noite?

Viagens para Madrid

Para contar os episódios nas viagens (de ida e volta) para Madrid, não chegam os dedos das mãos. Muitas ficam para a biografia, mas há uma que podemos contar. Ia Dani ao volante do seu primeiro Porsche 911. A dada altura, em plena autoestrada, um camionista faz uma manobra irresponsável que obriga o ex-futebolista a dar uma guinada no volante para evitar o acidente. “Irritado, fiz-lhe um gesto e acelerei para sair dali. Mas, passados uns minutos, reparo que estou apenas com 80 km de autonomia no depósito”, recorda.

Não havia outra solução que não fosse parar na próxima estação de serviço que encontrasse para abastecer. Assim fez. Adivinham quem também parou para abastecer, beber café e, porventura, acertar com um bastão de basebol em Dani? Sim, o imprudente camionista. “Mal tive tempo de saltar para o carro, ao melhor estilo de ‘Os Três Duques’ e fugir”, recorda o atual comentador da CNN Portugal ao Check-up.

Outros tempos. Velhos tempos. Hoje, Dani é um homem muito mais calmo. Apenas os pensamentos aceleram. Conduz um Mercedes-Benz GLS, o automóvel “perfeito para a família”, ou não tenha casado e sido pai de duas filhas. “É um carro muito seguro”, acrescenta.

Talvez pela sua atual atitude tranquila na estrada, o ex-futebolista não suporta os “irritadiços do volante” e, de um modo geral, todos aqueles que “não respeitam a lei”.

De mecânica, sabe o essencial. Respeita manutenções e revisões como se fossem uma tática imposta por um mister. Nunca falha. Verifica, regularmente, o nível do óleo, garante, e já mudou um pneu, certo dia, numa das suas muitas histórias vividas na estrada.

Sem grandes problemas, afirma, desde que não lhe apresentem “uma daquelas espumas para encher pneus”. Com esses produtos, sim, já teve uma má experiência.

Últimas

Internacional

Internacional