powered by

Quando devem as escovas do limpa para-brisas ser substituídas?

Fundamentais para garantir a visibilidade dos condutores, as escovas do limpa para-brisas devem estar em perfeito estado. Com chuva, os cuidados devem ser redobrados.

Com a chegada da época de chuvas, a visibilidade na estrada torna-se ainda mais importante. Mas será que as escovas para-brisas do seu automóvel, instrumento crucial para a segurança rodoviária, estão em corretas condições? Ou estarão, por outro lado, a necessitar de reforma? De ser substituídas por umas novas? Nada como verificar se este equipamento essencial está apto a cumprir a sua função.

E existem formas de fazer esta avaliação. Com a prolongada exposição solar, durante todos os meses de verão, é comum as escovas não estarem na sua melhor forma, algo que compromete o seu desempenho.

Com a prolongada exposição solar, durante todos os meses de verão, é comum as escovas não estarem na sua melhor forma, o que afeta o seu desempenho

A recomendação é que estas sejam substituídas pelo menos uma vez por ano, evitando chegar a perigosos estados de degradação da qualidade da visibilidade ao volante. Contudo, a durabilidade de cada peça varia de marca para marca e depende de muitos aspetos. É fundamental estar atentos aos primeiros sinais de desgaste.

Um veículo que circule à velocidade de 80 km/h percorre 22 metros por segundo. Em apenas três segundos, a distância atinge 66 metros, que, com má visibilidade, poderá ser demasiado para conseguir evitar-se um obstáculo ou realizar uma manobra de emergência.

Cuidados extra

Ou seja, escovas em bom estado garantem uma limpeza rápida e evitam perigos desnecessários. Ainda mais, quando usadas corretamente. Quando começa a chover, não deve perder tempo a acionar o limpa para-brisas. E também não deve hesitar em usar esguicho de água para retirar a sujidade nas primeiras passagens das escovas.

Também não é aconselhável esperar que a chuva molhe totalmente o vidro. Para evitar todos aqueles metros de condução sem qualquer visibilidade. Mal comecem a cair os primeiros pingos de chuva, acione o equipamento.

Além disso, o nível do reservatório da água deve ser verificado com frequência, de modo a evitar que o líquido acabe em situações críticas. Adicione ainda um produto especial para a lavagem dos vidros ou, em alternativa mais económica, uma pequena quantidade de detergente doméstico.

Não utilizar produtos com álcool como líquido do limpa para-brisas, uma vez que ataca a borracha do fio da escova. Com uma agulha fina direcione os pequenos orifícios do esguicho, de modo a que os jatos de água atinjam exatamente as áreas onde a visibilidade é mais importante, à altura dos olhos do condutor.



artigos relacionados

Últimas

Pneus

Ligeiros

Internacional