powered by

Veículos autónomos reduziriam em 91% a fatalidade rodoviária

Estudo da Waymo, empresa especializada em sistemas de condução autónoma, comprova que a tecnologia poderá vir a salvar milhares de pessoas no futuro.

Grande parte dos acidentes e das vítimas mortais nas estradas tem origem em erro humano. E se retirarmos os condutores da equação, deixando tudo por conta da tecnologia automóvel? Qual seria o resultado?

Segundo um estudo da norte-americana Waymo, onde os condutores humanos foram substituídos por veículos 100% autónomos, reconstruindo acidentes reais, a tecnologia evitaria 91% dos sinistros com vítimas mortais.

Numa segunda fase do estudo, a Waymo compilou os resultados da reconstituição de uma série de acidentes ocorridos no Arizona, durante a última década, dos quais 94% resultaram de erro humano.

https://www.youtube.com/watch?v=B8R148hFxPw

Exemplos? Avançar com sinal vermelho num semáforo, não ceder passagem num sinal de stop e distrações ao volante ou fadiga foram a principais causas destes acidentes, que podiam ser evitados com o sistema Waymo Driver ativo.

De acordo com o estudo, a tecnologia corrigiu os erros em 91% das situações. Fonte da empresa explica que os veículos autónomos da Waymo conseguiram evitar o acidente em 88 das 91 simulações realizadas.

Refira-se ainda que, das situações recriadas, 20 envolveram um peão ou um ciclista atropelado. E, nestas, os veículos autónomos evitaram 100% das colisões.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
SKFEuromais peças e pneusLogo_Mewa_300x150FUCHS_logo_300x150_mimporspeed_300x150liquimoly_300x150_m

artigos relacionados

Últimas

Ligeiros

Internacional

Internacional