powered by

UFI Filters fornece sistemas a nove de 10 equipas de F1

Nove em cada 10 equipas presentes na F1 utilizam sistemas de filtração UFI Filters para garantir “fiabilidade e segurança aos monolugares”.
Check-up Media UFI Filters F1 car

A UFI Filters, grupo internacional especialista na área de filtração, gestão térmica e tecnologias para o desenvolvimento da mobilidade de hidrogénio, “consolidou a sua posição como um dos principais produtores de sistemas de filtração ao fornecer nove das 10 equipas que competem na temporada de Fórmula 1 (F1) de 2024, que começou a 2 de março com o Grande Prémio do Bahrein”, avança o fabricante, em comunicado.

O anúncio é um reconhecimento das tecnologias desenvolvidas pela Divisão de Alta Tecnologia da UFI Filters, fundada em 1999, e para a empresa, que tem visto uma série contínua de sucessos na principal categoria do automobilismo desde 1978.

“Na F1, a UFI Filters não se limita a fornecer às equipas filtros de óleo, de ar e de gasolina. A complexidade dos carros de corrida atuais também exige até 15 elementos filtrantes por monolugar. No total, a UFI produz cerca de 8.000 filtros F1 anualmente”, revela.

Soluções sob medida

“Para a F1, cada filtro é feito sob medida para as necessidades das diferentes equipas, com soluções customizadas em termos de tamanho e materiais utilizados (que podem incluir alumínio médico, fibra de carbono e titânio). Os seus requisitos de design são o resultado de um processo de co-design entre os técnicos da Divisão de Alta Tecnologia da UFI Filters e as equipas de corrida individuais”, pode ler-se.

“Muitas vezes, ao longo da temporada, atualizações e modificações nos filtros também são solicitadas pelas equipas, com base nas evoluções introduzidas gradualmente nos carros”, explica o fabricante, em comunicado.

Os filtros para motores de combustão estão localizados na entrada de ar, nos circuitos de alimentação de combustível e de lubrificação. “São filtros de alta tecnologia, que devem reter não apenas poeira e aparas, como, também, quaisquer contaminantes que possam formar-se na gasolina especial usada na F1”, diz.

Check-up Media UFI Filters F1

“O circuito de óleo do motor também requer proteção adequada: além do filtro principal, existem elementos filtrantes secundários e vários ‘filtros de última chance’, que atuam nas bombas de recuperação”, adianta.

“Os filtros dos circuitos hidráulicos desempenham um papel essencial na segurança do condutor. A sua presença nos sistemas que presidem ao hidrodrive, o acionamento da asa traseira móvel (o DRS) e o circuito de travagem são fundamentais”, sublinha a mesma fonte.

“O sistema híbrido com o qual estão equipados os monolugares, envolve a presença de uma bateria de armazenamento de energia, cuja temperatura deve permanecer dentro de uma faixa ideal: para o seu arrefecimento são utilizados fluidos dielétricos, cuja filtração é garantida pela UFI Filters”, garante.

Não apenas F1

A UFI Filters acumulou grande experiência no automobilismo desde a segunda metade da década de 1970. “Hoje, os sistemas de filtração UFI Filters estão presentes não apenas na F1, mas, também, em muitas outras categorias do automobilismo. Em particular, no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) estão a bordo do Ferrari 499P, vencedor das 24 Horas de Le Mans 2023, e do 296 GT3, bem como dos hipercarros Lamborghini e Isotta Fraschini”, salienta a empresa.

“A UFI Filters também fornece o permutador de calor para o eixo elétrico dianteiro do Isotta Fraschini Tipo 6 LMH, o que aumenta a eficiência e fiabilidade do sistema. O que prova as tecnologias avançadas desenvolvidas pela UFI Filters, que não é apenas líder em sistemas de filtração, ma,s também, desempenha um papel significativo na gestão térmica, uma área de importância crescente devido à relevância da gestão da temperatura do eixo eletrónico”, revela.

“Os filtros UFI também são usados ​​por todos os monolugares da Fórmula 2 e da IndyCar americana construídos pela Dallara. No motociclismo, a UFI Filters fornece os seus produtos para MotoGP (Aprilia e KTM), Moto 2, Moto 3 e Superbike”, conta.

Orgulho italiano

“Foi em 1978”, recorda Giorgio Girondi, presidente do Grupo UFI Filters, “quando a UFI Filters venceu o seu primeiro Grande Prémio na Grã-Bretanha com o Ferrari 312 T3 de Carlos Reutemann, inaugurando uma longa série de triunfos. Desde então, através de sacrifício, dedicação e paixão, temos sido capazes de desenvolver soluções personalizadas para as necessidades de nove em cada 10 equipas de Fórmula 1”.

E conclui: “Diante disso, continuamos em direção ao nosso objetivo de vencer todas as equipas nas próximas duas temporadas. Isto é motivo de grande orgulho para a nossa empresa, que aperfeiçoa cada vez mais as tecnologias avançadas que também caracterizarão a importante transição pela qual passa a indústria automóvel”.

Mais sobre a UFI Filters aqui.

artigos relacionados

Últimas

Atualidade

Atualidade

Em estrada