powered by

Repsol reforça digital e procura talentos em inteligência artificial

Empresa avança na digitalização e no desenvolvimento de talentos com formação em dados e inteligência artificial. Para isso, celebrou um acordo de formação com a ISDI.

A Repsol está determinada em avançar nos processos de digitalização da empresa. Nesse sentido, assinou um acordo com a escola de negócios digital, ISDI, para lançar um programa de formação que permitirá aos seus colaboradores explorar e aprofundar o potencial da utilização de dados e inteligência artificial nas Unidades de Negócios e nas áreas corporativas da companhia.

O novo plano estratégico prevê um impacto positivo dos projetos de digitalização da empresa de mais de 800 milhões de euros por ano, já em 2022. Além disso, o Programa de Digitalização, iniciado em 2018 como elemento-chave da transição energética da Repsol, entrou, agora, em fases mais maduras, com mais de 240 iniciativas digitais em curso e mais de 1.200 profissionais diretamente envolvidos.

O acordo com a ISDI, assinado no Campus da Repsol, contou com a participação do diretor executivo de Pessoas e Organização da Repsol, Arturo González, do ex-diretor executivo de Desenvolvimento Tecnológico, Recursos e Sustentabilidade da empresa, Luís Cabra, do presidente da ISDI, Javier Rodríguez Zapatero, e do diretor executivo da ISDI, Rodrigo Miranda.

Sabia que…

a Repsol, estabelecida em mais de 34 países, com mais de 25.000 colaboradores e uma presença expressiva em Portugal desde 1990, desenvolve a sua atividade nas áreas industriais, mais concretamente na química, nas áreas comerciais, através das cerca de 500 estações de serviço, do GPL, dos lubrificantes, asfaltos e outros produtos espacializados, aviação e marinha?

Para Arturo González, este acordo representa um vínculo da empresa com a sua matéria humana. “Comprometemo-nos com a parte mais importante da nossa organização, a nossa gente, disponibilizando os recursos necessários para adquirir novas competições analíticas – associadas à digitalização e às novas tecnologias”, afirmou.

O diretor executivo de Pessoas e Organização da Repsol também mencionou o novo plano da empresa para 2025. “Estamos a enfrentar os atuais desafios enquanto promovemos novas formas de trabalho e cumprimos os objetivos de talento e digitalização no nosso Plano Estratégico para 2021-2025”, salientou.

Luís Cabra, por sua vez, frisou “a importância e as vantagens competitivas, para os diferentes negócios, da utilização da inteligência artificial em todos os seus processos”. Na sua opinião, “sem dúvida, isto reflete-se na transformação da nossa forma de operar”.

Sabia que…

a Repsol, líder ibérica em mobilidade, com cerca de 4.000 estações de serviço, das quais cerca de 500 em Portugal, distribuídas por todos os distritos do país, oferece soluções para todo o tipo de necessidades de mobilidade, através do desenvolvimento dos combustíveis mais eficientes?

O diretor executivo de Desenvolvimento Tecnológico, Recursos e Sustentabilidade da Repsol assegurou ainda que, com este acordo de formação, “consolidamos o nosso compromisso de nos tornarmos numa organização orientada para os dados, onde a sua análise nos permitirá tomar melhores decisões e criar valor e eficiência em todos os nossos processos. Ao mesmo tempo, dar-nos-á a oportunidade de melhorar as nossas competências profissionais”.

Já para Rodrigo Miranda, diretor executivo da ISDI, este é um compromisso com os olhos colocados no futuro. “As empresas do futuro precisam de desenvolver novos modelos para os seus negócios e para a interação com os seus clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores, com base em novos processos e formas de trabalho”.

E acrescentou: “Neste quadro, os dados e a informação gerada são cruciais para aumentar eficiência e competitividade nos seus mercados e como base para novos modelos de AI e ML. Os fatores-chave, aqui, são a requalificação e a atualização das equipas, bem como o talento que constituem o sistema nervoso de empresas líderes, como a Repsol”.

Este acordo faz parte da Repsol Data School, um programa de formação feito à medida de todos os colaboradores, com o objetivo de tornar a Repsol numa empresa orientada pelos dados e, ao mesmo tempo, marcar uma mudança na cultura empresarial e nas formas de trabalhar.

Mais sobre a Repsol aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade

artigos relacionados

Últimas

Atualidade