powered by

Repsol e Vueling voam com combustível renovável

Ação reflete compromisso com a descarbonização do setor da aviação e o seu apoio ao SAF, combustível que produz até 80% menos de emissões de CO2.
Check-up Media Vueling

A Repsol e a Vueling realizaram, a 29 de fevereiro, um voo especial entre Barcelona e Málaga, coincidindo com o início do 27.° Festival de Málaga, que também participou nessa ação.

A empresa multienérgica internacional e a companhia aérea do Grupo IAG colaboraram no fornecimento de combustível sustentável para o setor da aviação (SAF), equivalente a 50% do consumo do voo.

“O trajeto foi operado por um avião Airbus A320neo de última geração, que permitiu reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2 em até 20%, em comparação com os aviões de gerações anteriores”, avança a Repsol, em comunicado.

“A iniciativa reflete o compromisso de ambas as empresas com a descarbonização do setor da aviação e seu apoio ao SAF, combustível que produz até 80% menos de emissões de CO2 ao longo de seu ciclo de vida, em comparação com o combustível de aviação tradicional”, sublinha.

Voo cinematográfico

A Vueling transformou o avião num voo de cinema: do lado de fora, podia ler-se “Hoy, vuelas en Première” (Hoje, voas em Primeira). No interior, os apoios de cabeça foram especiais e o tapete imitou o rolo de um filme.

Por outro lado, os passageiros puderam desfrutar da projeção de “Estimada Ángela”, coincidindo com a presença de membros do elenco no voo. A curta-metragem, que participa na secção de “Animação Curta” no 27.° Festival de Málaga, é dirigida por Paco Sáez e conta com as vozes de Emma Suárez e Nicolás Coronado, entre outros.

Descarbonização da aviação

O Grupo IAG, ao qual a Vueling pertence, foi o primeiro grupo de companhias aéreas a assumir o seu compromisso com a meta de zero emissões líquidas de CO2 até 2050. Como parte do seu compromisso em descarbonizar o setor da aviação, a Vueling pretende usar 10% de SAF até 2030, o dobro do exigido pela União Europeia.

Check-up Media Repsol Vueling

Atualmente, a companhia aérea já forneceu mais de 1.500 toneladas desse combustível sustentável desde junho de 2022, quando se tornou na única companhia aérea a oferecer o fornecimento de SAF no dia do voo, graças à contribuição voluntária que podem fazer e que a empresa iguala.

Segundo Franc Sanmarti, diretor de Sustentabilidade da Vueling, “este voo, impulsionado por um parceiro tão relevante como a Repsol, demonstra a importância da colaboração entre todos os players da cadeia de valor para impulsionar o uso de SAF”, afirma.

“Na Vueling, temos um compromisso decidido com esse combustível alternativo, mas, para efetuar mudanças reais no setor da aviação, precisamos do apoio de todos os agentes envolvidos. Felizmente, em Espanha contamos com recursos e potencial para ser uma referência europeia na produção de SAF”, acrescenta o responsável.

Por sua vez, a Repsol investiu 250 milhões de euros para concluir a criação da primeira fábrica dedicada, exclusivamente, à produção de biocombustíveis avançados na Península Ibérica e uma das primeiras da Europa.

A fábrica, localizada em Cartagena (Região de Múrcia), tem uma capacidade anual de produção de 250.000 toneladas de SAF e combustível renovável, permitindo a redução de 900.000 toneladas de CO2 por ano.

“O objetivo da Repsol é atingir uma capacidade de produção de até 2,7 milhões de toneladas de combustíveis renováveis até 2030. Para Curro Lucas Ochoa, gestor sénior de Aviação Sustentável da Repsol, “esta ação conjunta entre a Repsol, a Vueling e o Festival de Málaga demonstra o compromisso das três organizações com o lazer sustentável”, explica a empresa.

Compromisso com sustentabilidade

A Repsol é a parceira multienergética da 27.ª edição do Festival de Málaga e, graças ao compromisso da marca com os combustíveis renováveis, foi possível fornecer à Vueling 50% de SAF para o voo que cobriu a rota Barcelona – Málaga, resultando na redução de 5,59 toneladas de CO2.

Além disso, este voo comercial foi o primeiro em Espanha a utilizar o máximo de consumo de SAF permitido pela regulamentação internacional vigente, que permite apenas uma mistura de 50% de SAF e combustível tradicional.

Já o Festival de Málaga, coloca o compromisso com a sustentabilidade ambiental como um dos seus pilares e é, nesse sentido, uma referência entre os eventos de cinema nacionais e internacionais.

“Esta estratégia foi concretizada nas duas últimas edições e continua em 2024, com o objetivo de manter a redução das emissões de Gases com Efeito de Estufa e propor ações de melhoria contínua em termos de sustentabilidade ambiental”, frisa.

Na sua 27.ª edição, o Festival de Málaga firmou uma parceria estratégica com a Repsol, a fim de implementar outras medidas e soluções para fortalecer o seu compromisso com a sustentabilidade.

“A adesão da Repsol como parceira multienergética permite dar um salto qualitativo na redução das emissões deste ano do festival, enquanto a Repsol fornecerá diferentes soluções para tornar o transporte do evento mais sustentável, com a incorporação de combustíveis renováveis e mobilidade elétrica”, conclui a mesma fonte.

Mais sobre a Repsol aqui.

artigos relacionados

Últimas

Atualidade

Atualidade

Em estrada