powered by

Pós-venda espanhol com evolução positiva no pós-confinamento

O pós-venda espanhol está em recuperação, dá conta o site posventa.info, que publica os resultados do Observatório Estadual de Opinião dos Profissionais do Aftermarket.

A recuperação do pós-venda espanhol está no bom caminho. Segundo o site do país vizinho posventa.info, o Observatório Estadual de Opinião dos Profissionais do Aftermarket, realizado pela Sernauto (Associação Espanhola de Fornecedores Automóvel), com o apoio da GiPA e da Ancera, as expectativas pós-confinamento são, francamente, positivas.

Durante os meses de outubro e novembro, foram compilados os dados fornecidos pelos fabricantes de peças de reposição e grupos de distribuição retalhistas que participaram no estudo. Este levantamento será repetido em janeiro de 2021, onde haverá dados finais para o exercício de 2020 e previsões para 2021.

Otimismo moderado

Segundo o estudo, a “crise da covid-19 implicou em uma queda de faturação de 12% nos primeiros nove meses de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019”. Os fabricantes do setor “mostram otimismo moderado, com um aumento de 3% das vendas até final do ano”. A queda total, em 2020, “deverá ficar-se pelos 10% em relação a 2019”.

De acordo ainda com os resultados do observatório, “34% dos fabricantes acredita que o número de atrasos nos pagamentos ou datas de vencimento pode aumentar no resto do ano” e “18% declara que aumentou os retornos ou reajustes de ações”. Por outro lado, em setembro deste ano, “observou-se um aumento do atendimento de urgência em cerca de 4%”.

Por outro lado, de acordo com dados fornecidos pelos distribuidores de peças de reposição, “a queda total de 2020 deverá rondar os 5% face a 2019, após um período de estabilização no último trimestre do ano”. Mais: “91% indica que não vai aumentar os pontos de venda até final do ano em curso” e “100% enfatiza que a quantidade de veículos de entrega será mantida”, cita o site posventa.info.

Para os fabricantes e distribuidores de peças, os principais desafios para os próximos meses consistem em recuperar o volume de negócios, restabelecer os níveis de abastecimento e a adaptação à nova situação pós-covid, lidando com a incerteza existente e com um aumento da digitalização dos seus negócios.

Segundo explicou Benito Tesier, presidente da Comissão de Peças de Sernauto, “esses números permitem-nos traçar estimativas e dados de mercado que facilitam a tomada de decisões e a reorientação das nossas estratégias. Ter informações quantitativas e qualitativas é fundamental, dadas as circunstâncias que vivemos de alta volatilidade e incerteza”.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Autozitania

artigos relacionados

Últimas

Lubrificantes

Lubrificantes