powered by

Mercedes-AMG Petronas Formula One Team “veste” preto com Spies Hecker

O preto é a cor forte e em destaque na equipa graças à marca Spies Hecker da Axalta. Uma imagem bastante arrojada e que se junta ao novo verde Petronas.

A Mercedes-AMG Petronas Formula One Team regressou ao preto na imagem do seu carro candidato ao título de 2021, o Mercedes-AMG F1 W12 E Performance.

“A nova imagem combina o preto da temporada de 2020 com a reutilização do nosso icónico Stirling Silver. Além disso, renovámos o verde Petronas. A cor de vinho que representa o Principal Parceiro, INEOS, também está de volta. Há mais de sete anos que a team utiliza os produtos da Spies Hecker, uma das marcas de repintura global da Axalta, um dos principais fornecedores mundiais de tintas líquidas e em pó e um Fornecedor Oficial da Team”, explica Andrew Moody, head of paint & graphics na Mercedes-AMG Petronas Formula One Team.

O Mercedes-AMG F1 W12 E Performance é o primeiro carro a utilizar a designação E Performance, que significa maior alinhamento da team com a divisão de desempenho da Mercedes-AMG. E Performance é a nova marca de tecnologia que será utilizada nos nomes dos produtos e nos emblemas de todos os futuros carros de desempenho híbridos da Mercedes-AMG. A ligação é visível na adição mais atrativa à nova imagem do carro: a marca AMG na cobertura do motor.

Andrew Moody admite que foi difícil pintar essa nova adição. “Em primeiro lugar, é muito importante referir que o padrão AMG foi pintado. Muitas pessoas pensam que são decalques, mas não são. Cada um é graduado entre duas cores, branco e cinzento, dependendo da sua localização, pelo que esta é uma área muito complexa da imagem”.

E acrescenta: “Por conseguinte, temos de recorrer à Spies Hecker para obter o resultado que pretendemos, uma vez que não temos a opção de uma segunda tentativa. Os nossos pintores necessitam de uma aplicação suave, fácil de misturar e com um acabamento perfeito. Assemelha-se muito às corridas: temos de ter um bom desempenho a partir do momento em que estamos na pista”.

Mercedes-AMG Axalta

Dada a audiência televisiva média mundial de 87,4 milhões de espetadores, em cada Grande Prémio, é fundamental ter uma imagem forte e ousada que se destaca e deixa uma impressão duradoura. A cor deste ano, Midnight Black, é um preto não metálico e liso, intenso e rico. Andrew Moody define-a como “uma cor preta diferente da que usámos na temporada passada”, afirmando que “é ainda mais intensa e proporciona uma presença verdadeiramente marcante na pista e na televisão”.

“O desvanecimento do preto na parte frontal do carro para o Stirling Silver na cobertura do motor é extremamente complicado, uma vez que inclui seis tons únicos. Está presente em sete painéis diferentes e cada um tem uma forma diferente. Esta complexidade significa que é essencial que o design de todos os componentes intercambiáveis corresponda na perfeição com os painéis adjacentes em termos de colocação, tamanho, forma, cor e sombreamento”, revela.

Sabia que…

a Axalta é uma empresa líder global na indústria de tintas, que oferece aos clientes soluções inovadoras e sustentáveis que proporcionam beleza e cor?

Na temporada de 2021, com 23 corridas ao longo de 10 meses, incluindo três coletores duplos e dois coletores triplos, a pintura rápida dos componentes entre os fins de semana de corridas para garantir que os carros de corrida estão prontos para cada Grande Prémio é particularmente difícil para a equipa”, acrescenta o responsável.

A linha de fluxo imediatamente reconhecível do verde Petronas está de volta no W12. Marca presença nas asas dianteiras e traseiras, nariz, espelhos e halo. “Este ano, o verde é uma cor lisa que faz com que seja ainda mais atrativa e ousada contra o carro preto intenso”, diz.

Axalta Mercedes F1

“Continuamos com a evolução das linhas de fluxo que utilizamos desde 2017. Este ano, não existe novamente esbatimento nas extremidades, mantendo a imagem expressiva e simples.” Este ano, a linha de fluxo verde tem uma linha de fluxo acima numa cor prateada muito refletora, que assinala mais de uma década de parceria entre a team e a Petronas. As duas linhas aparecem do lado do nariz e continuam ao longo do lado do chassis e dos propulsores laterais”, frisa Andrew Moody.

 Por sua vez, Olaf Adamek, refinish brand manager da Axalta, adianta que “o novo carro, com as suas ligações à AMG, tem tudo a ver com desempenho, que é relevante, uma vez que, na Axalta, fomos feitos para o desempenho”.

E sublinha: “Não poderíamos estar mais orgulhosos por termos desempenhado o nosso papel no histórico sétimo título obtido pela team no Mundial de Construtores, na última temporada. Sabemos que Andrew, a sua equipa e o resto da Mercedes-AMG Petronas Formula One Team, em Brackley e Brixworth, desafiarão os limites durante toda a temporada para serem os melhores em todos os fins de semana de corridas. E estaremos lá, juntamente com eles, para garantir que os carros de corrida têm uma aparência e um desempenho excelentes”.

Mais sobre a Axalta aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Standox_banner_865x175

artigos relacionados

Últimas

Pneus

Internacional