powered by

Má iluminação é responsável por 82% dos perigos na estrada

Estudo realizado pela Lumileds e pela Fesvial demonstra que a iluminação insuficiente colocou em risco 82% dos condutores, em Espanha. E são poucos os que reconhecem esta gravidade.

Na estrada, importa tanto ver como ser visto. E, para isso, é preciso ter um veículo equipado com uma boa tecnologia de iluminação. Mas nem sempre isso acontece. E, pior ainda, nem sempre os condutores estão cientes do risco que correm.

Estudo realizado, em Espanha, pela Lumileds (empresa responsável pela produção e comercialização de produtos Philips para o setor automóvel) e pela Fesvial (Fundación para la Seguridad Vial), revela que 82% dos condutores do país vizinho correu riscos devido a uma iluminação insuficiente na estrada. Apesar disso, 63% dos condutores pensa que estes problemas de iluminação com os seus veículos estão diretamente ligados com a sua segurança e que são bastante graves.

Segundo o mesmo estudo, 10% dos condutores espanhóis sofreu um acidente de trânsito devido a problemas relacionados com a falta de visibilidade. Por sua vez, 60,8% afirma verificar as luzes do veículo uma ou duas vezes por ano, 33,7% refere que apenas uma vez e 31,4%, somente quando passa por uma revisão.

De acordo com o mesmo documento, 80% dos condutores do país vizinho considera que não recebe conselhos suficientes da sua oficina e 70% valoriza, positivamente, o diagnóstico ao estado das luzes. Só 26% reconhece que acender as luzes, durante o dia, reduz o risco e melhora a perceção dos restantes condutores.

Mais sobre a Lumileds aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Expomecanica

artigos relacionados

Últimas

Pneus