powered by

LIQUI MOLY: o exemplo que todas as empresas devem seguir

Força e resiliência. Dois predicados que caracterizam a LIQUI MOLY. Num ano particularmente adverso, a empresa continuou a investir. São já 101 os novos colegas admitidos em 2020.

Apesar de a pandemia também não poupar a LIQUI MOLY, a empresa germânica não desiste, continuando a investir em pessoal: amanhã, dia 1 de dezembro, dará as boas-vindas aos 100.° e 101.° colaboradores em 2020. 

Este ano, a marca de óleo para motores e aditivos preferida dos alemães demonstra, de forma impressionante, a sua força e resiliência. “Como exportador em 150 países, também sofremos com a pandemia mundial. Mas não é motivo para desistir”, afirma Ernst Prost, diretor da LIQUI MOLY.

Antes pelo contrário: “Utilizamos esta crise e unimos esforços para continuar a nossa atividade. A crise é demasiado forte para ficarmos parados a vê-la passar”, assegura Ernst Prost. O especialista em lubrificantes chamou a atenção devido à sua ação anticíclica. A empresa luta contra a crise investindo em anúncios de televisão e rádio, bem como em campanhas de larga escala online e em meios impressos.

“Como exportador em 150 países, também sofremos com a pandemia mundial. Mas não é motivo para desistir. Utilizamos esta crise e unimos esforços para continuar a nossa atividade. A crise é demasiado forte para ficarmos parados a vê-la passar”

Ernst Prost
Diretor da LIQUI MOLY

Para este efeito, o orçamento de marketing quase duplicou. Além disso, a LIQUI MOLY doou produtos no valor de quase seis milhões de euros a serviços de emergência e assistência em todo o mundo. “Agora, chegou o momento de superarmos outros grupos produtores de óleos, que se escondem e despedem trabalhadores. Enquanto nós sairemos disto em grande”, explica o diretor da empresa.

Que acrescenta: “Precisamos de uma equipa forte para conseguirmos vencer estes desafios. É, por isso, que queremos recrutar novos funcionários. É preciso considerar que, apesar da crise, ainda registamos um aumento do volume de negócios, apesar de o consumo mundial de óleo e combustível ter diminuído drasticamente. Por isso, isto é um desempenho incrível”, afirma Ernst Prost, entusiasmado. A empresa dá as boas-vindas ao 100.° e 101.° colaboradores deste ano no dia 1 de dezembro de 2020.

O colaborador n.° 100 deste ano, José Cruz (Business Development Executive), bem como o colaborador n.° 101, Borja Sanchez-Laulhé (Technical Sales Executive), apoiam a equipa da LIQUI MOLY Iberia em Espanha, a sucursal dedicada a Espanha e Portugal.

Previous
Next

Matthias Bleicher, diretor da LIQUI MOLY Iberia, está confiante neste passo: “Estou certo de que ganhámos dois excelentes colaboradores, que combinam perfeitamente connosco graças à sua experiência e ao seu empenho. Juntos, damos o nosso melhor por toda a empresa e pelos clientes”.

A LIQUI MOLY conta, agora, com um total de 990 funcionários. “Os 1.000 estão ao nosso alcance”, afirma Ernst Prost. A empresa começa, assim, a colher os frutos do plano do seu diretor, que consistiu em recusar o lay-off, dar a cada colaborador um bónus “corona” de €1.500, apostar na consequente ofensiva de marketing, oferecer uma assistência excelente e investir na estreita relação com os clientes.

“Temos a responsabilidade, perante cada colaborador e cada parceiro, de continuar a dar tudo por tudo e de não nos darmos por satisfeitos com os sucessos dos últimos anos. Desde março, que lutamos 24 horas por dia para manter e desenvolver postos de trabalho. Do nosso esforço dependem muitas vidas”, afirma Ernst Prost.

“Estou certo de que ganhámos dois excelentes colaboradores, que combinam perfeitamente connosco graças à sua experiência e ao seu empenho. Juntos, damos o nosso melhor por toda a empresa e pelos clientes”

Matthias Bleicher
Diretor da LIQUI MOLY Iberia

“Estamos contentes com os novos reforços e desejamos que José Cruz e Borja Sanchez-Laulhé, em representação de todos os novos colaboradores, comecem bem o seu percurso, com muita alegria, força e resistência. Bem-vindos à LIQUI MOLY family worldwide”, enaltece Ernst Prost.

Embora este crescimento seja motivo de satisfação, as celebrações ficarão para depois da crise. “Antes disso, ainda temos muito que trabalhar”, conclui o diretor da LIQUI MOLY, com um piscar de olhos.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Sportclasse_banner865x175_br

artigos relacionados

Últimas

Lubrificantes

Lubrificantes