powered by

Leasing registou 420 mil milhões de euros em 2023

A Leaseurope, Federação Europeia de Leasing, divulgou os resultados de 2023, apontando uma subida de 10,8% no volume do leasing, face a 2022.
Check-up Media Leaseurope

A Leaseurope, Federação Europeia de Leasing, divulgou os resultados de 2023, subindo 10,8% no volume do leasing, face a 2022, no somatório dos 29 membros que reportam informação, incluindo a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF). São números muito positivos.

A locação de equipamentos e veículos, que, no contexto europeu, contabiliza a locação financeira e operacional, registou uma expansão de 3,5% e 14,4%, respetivamente, traduzida em 106 mil milhões de euros e 301 mil milhões de euros.

Já a locação imobiliária, registou um declínio de 3,9% nos novos contratos, para 13 mil milhões de euros. Somados, os três tipos de ativos representam 420 mil milhões de euros de volume de negócios.

Nos dados agora revelados, observa-se um crescimento de dois dígitos nos novos volumes de leasing em metade dos mercados. A Alemanha lidera o crescimento, com uma expansão substancial de 24% em novos negócios, seguida pelos mercados da Europa central e oriental, com mais de 18%.

Outras regiões, como Bélgica, a Áustria, Países Baixos, França, Itália e Mediterrâneo, também contribuem, positivamente, para a tendência ascendente, com taxas de crescimento que variam entre 9% e 13%.

Check-up Media Luís Augusto ALF

“Uma análise profunda do crescimento dos volumes de novos negócios entre diferentes tipos de ativos mostra que os veículos lideram na maioria dos mercados, apresentando um crescimento robusto de dois dígitos. Em contrapartida, os países nórdicos e bálticos e o Reino Unido registaram taxas de crescimento mais moderadas na locação de veículos, de 1% e 3%, respetivamente”, sublinha a ALF, em comunicado.

E salienta: “O desempenho do setor imobiliário variou nos diferentes mercados. Registou-se uma expansão nos países da Europa central e oriental, na Alemanha, em Itália e nos países nórdicos e bálticos, enquanto outras regiões registaram taxas de crescimento negativas”.

Crescimento em Portugal

Na locação de equipamentos e veículos, também Portugal atingiu crescimentos significativos, de 22% e 28%, respetivamente. No global, o leasing no nosso país registou uma subida de 16%, para 3,5 mil milhões de euros. No caso do renting, o desempenho foi notável, com um aumento de 37% no número de veículos novos em circulação e de 53% no valor destes, face ao ano anterior.

Quanto aos resultados de factoring a nível europeu, elaborados pela EUFederation, registou-se um crescimento contínuo em 2023, mas a um ritmo mais lento do que nos anos anteriores. O volume de créditos tomados total atingiu 2,44 mil milhões de euros, com uma taxa de crescimento anual de 2,1%.

Embora esta taxa de crescimento esteja entre as mais baixas registadas pelo EUF desde o início da recolha de dados, é um sinal de estabilização da tendência de crescimento do factoring após vários anos de taxas de crescimento de dois dígitos.

Portugal registou o 8.° melhor desempenho, em igualdade com a Grécia, com um crescimento anual de 5% e mais de 44 mil milhões de euros em créditos tomados. Ao nível da penetração no Produto Interno Bruto (PIB), Portugal destaca-se no top 3 da Europa, juntamente com Bélgica e Espanha.

Mais sobre o leasing aqui.

artigos relacionados

Últimas

Pneus

Internacional