powered by

HELLA alarga gama de produtos para mobilidade elétrica

Sistema de gestão de bateria de baixa tensão será fornecido a partir do verão de 2024. Primeira empresa a recebê-lo será um fabricante alemão de automóveis premium.

A mobilidade elétrica continua a ganhar expressão a nível mundial. Tanto os veículos totalmente elétricos como os que integram cadeias cinemáticas parcialmente eletrificadas, como os mild hybrids, têm uma previsão de crescimento acima da média para os próximos anos.

Uma das tecnologias mais indispensáveis para tal é a bateria de iões de lítio. Além do mais, os sistemas de gestão de bateria da HELLA anunciam funcionamento seguro e fiável. A marca alemã já havia lançado um sistema de gestão de bateria de alta tensão para veículos elétricos, bem como para full hybrids e plug-in hybrids, em 2016.

Agora, o fornecedor internacional da indústria automóvel está a expandir a sua gama de produtos para incluir outra tecnologia chave para a mobilidade elétrica, ao anunciar para o verão de 2024 o início de produção em série do seu primeiro sistema de gestão de bateria de 48 Volt.

Juntamente com um produtor chinês de células, um fabricante alemão premium de equipamento de origem está a receber packs de baterias que consistem em células de bateria e sistema de gestão de bateria associado da HELLA.

O elevado nível de conhecimento da HELLA na área da eletrónica de baterias de alta tensão estabelece a base para o desenvolvimento do sistema de gestão de bateria de 48 Volt. Este know-how foi, agora, transferido para dar resposta as exigências dos mild hybrids.

Sabia que…

a HELLA é uma empresa familiar global, que dispõe de 125 localizações em cerca de 35 países? E que registou um volume de vendas de 5,8 mil milhões de euros no ano fiscal de 2019/2020, contando com 36 mil colaboradores?

O sistema de gestão de bateria de 48 Volt da HELLA fornece a ajuda essencial na implementação de funções vitais dos mild hybrids que permitem reduzir as emissões de CO2: recuperação de energia em travagem (recovering); aceleração mais forte (boosting); conduzir com o motor de combustão desligado (sailing).

“O futuro pertence à mobilidade elétrica. Em apenas alguns anos, um em cada dois veículos do mercado será parcial ou totalmente eletrificado”, afirmou Björn Twiehaus, que é co-responsável pela divisão de Eletrónica no Conselho de Administração da HELLA.

“As baterias do veículo são a peça central da mobilidade elétrica. É nosso objetivo claro apoiar os fabricantes de automóveis em todas as fases do desenvolvimento da eletrificação. Estamos a dar outra contribuição importante através dos nossos novos sistemas de gestão de bateria, que projetámos, especificamente, para aplicações de baixa tensão”.

A HELLA está, também, a desenvolver um sistema de gestão de bateria para aplicações de 12 Volt no campo de baixa tensão. Neste sentido, a empresa planeia trabalhar com outro fabricante de células para produzir um conjunto de baterias que possa ser utilizado em veículos elétricos.

Sistema esse que pode ser instalado em veículos equipados com tradicionais motores de combustão interna, abrindo caminho, por exemplo, a uma solução técnica que permita erradicar as baterias de chumbo-ácido.

Mais sobre a HELLA aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
liquimoly_300x150_mImporfaseLogo_Mcnur_300x150logo_TozeCar_300x150_2NEX_300x150MF Pinto Import. export peças, S.A.

artigos relacionados

Últimas

Ligeiros

Internacional

Internacional