powered by

Ford “abre a porta” ao fim do ângulo morto com sistema Exit Warning

Exit Warning é o nome da criação da Ford para acabar com os perigos associados ao ângulo morto. Inovador sistema avisa os condutores da rota de colisão com um ciclista.

Automóveis e bicicletas nem sempre têm uma convivência pacífica na via pública. Nas cidades, apesar do espaço reservado para os ciclistas ter aumentado muito nos últimos anos, continuam a existir muitas zonas de conflito entre uns e outros, potencialmente perigosas.

De forma a reduzir este tipo de acidentes, a Ford criou um inovador sistema de segurança, designado Exit Warning, que alerta os ocupantes dos automóveis (estacionados) sempre que deteta qualquer risco de embate ao abrir uma porta. Trata-se de uma evolução do detetor de veículos, no perigoso ângulo morto, mas aplicado, neste contexto, a veículos estacionados na via pública.

O Exit Warning, da Ford, funciona através de sensores e assistentes à condução, já existentes nos modelos da sua gama, de modo a detetar a aproximação de um veículo, mas acrescenta-lhe outros dispositivos que permitem fornecer alertas visuais, através de LED instalados nos espelhos retrovisores e nas portas, antecipando, desta forma, o tempo de atuação do condutor ou passageiro.

A equipa de engenheiros da marca norte-americana pretende continuar a desenvolver o sistema para que este consiga mesmo impedir, momentaneamente, a abertura total das portas até que o ciclista que se aproxima consiga passar ao lado do veículo estacionado, em total segurança.

Segundo a Ford, todos os anos existem milhares de acidentes provocados por condutores ou passageiros que abrem a porta do veículo, sem cuidar de ver se algum ciclista se aproxima.

“Só no Reino Unido, as colisões com portas resultam em ferimentos graves, ou na morte, de 60 ciclistas por ano. Na Alemanha, em 2018, esta situação esteve na origem de cerca de 3.500 acidentes. Em Portugal, não havendo números seguros sobre este tipo de sinistro, foram registados 21 mortos, 116 feridos graves e mais de 1.500 vítima ligeiras, em 2017”, refere o fabricante.

https://www.youtube.com/watch?v=W9RWdQK6oaY
Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade

artigos relacionados

Últimas

Atualidade