powered by

Eni e FNM unem esforços para acelerar transição energética no setor de transportes

As duas empresas assinaram um memorando de entendimento com vista à criação de uma colaboração estratégica com o objetivo de acelerar a transição para novas fontes de energia.

A carta de intenções, assinada pelo presidente do FNM, Andrea Gibelli, e pelo diretor de operações da Eni Energy Evolution, Giuseppe Ricci, traça uma perspetiva sobre potenciais colaborações e iniciativas de campo, incluindo a introdução de combustíveis e vetores de energia com capacidade de reduzir as emissões de CO2 dos motores de combustão de veículos de transporte.

Mas não só. Prevê, também, introduzir modelos de captura, armazenamento e aproveitamento do CO2 gerado por processos de produção de hidrogénio para utilizar em veículos de transporte e introduzir pontos de distribuição de hidrogénio para mobilidade privada.

A colaboração faz parte do projeto H2iseO implementado por FNM e Trenord, que visa fazer das regiões de Sebino e Valcamonica o primeiro “Vale de Hidrogénio” italiano, bem como avaliar e implementar uma série de iniciativas de curto e longo prazos destinadas a ajudar a atingir as metas de descarbonização para o setor de transportes, conforme definidas pela estratégia europeia e pelo Plano Nacional Integrado de Energia e Clima italiano.

O presidente do FNM, Andrea Gibelli, explicou que “o acordo com a Eni está muito alinhado com o caminho para a mobilidade de impacto ambiental zero que a FNM promove. A nova missão do grupo, consagrada nas linhas de orientação do Plano Estratégico 2021-2025, mantém-nos empenhados no desenvolvimento de uma plataforma integrada de serviços de mobilidade com base em critérios de sustentabilidade ambiental e económica”.

Sabia que…

o Grupo FNM é líder em mobilidade sustentável integrada na região italiana da Lombardia? E que a Eni é uma empresa energética que desenvolve soluções para tornar o planeta mais eficiente e limpo?

Nesse sentido, acrescentou o responsável, “o projeto H2iseO, que é altamente inovador e em torno do qual o FNM está a construir uma rede de parcerias muito importante, desempenha um papel relevante.

Por seu turno, o diretor de operações da Eni Energy Evolution, Giuseppe Ricci, frisou que “a colaboração com o FNM é um passo importante no caminho para a descarbonização do transporte na região da Lombardia”.

Segundo revelou, “alavancando a sua expertise e a gama de tecnologias e produtos energéticos desenvolvidos com o objetivo de reduzir as emissões de CO2, a Eni apoiará a FNM neste ambicioso programa, contribuindo para o cumprimento dos objetivos de descarbonização do setor”.

E concluiu: “Este acordo demonstra a importância da adoção de uma abordagem sinérgica que promova a cooperação entre os diferentes players do setor e a utilização de produtos energéticos descarbonizados para o desenvolvimento da mobilidade sustentável”.

Mais sobre a Eni aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Expomecanica

artigos relacionados

Últimas

Pneus