powered by

BorgWarner quer alcançar neutralidade carbónica em 2035

Líder global em soluções tecnológicas acelera estratégia de eletrificação com vista a aumentar a receita proveniente de veículos elétricos para, aproximadamente, 45% em 2030.

A BorgWarner apresentou o plano Charging Forward, que acelera a sua estratégia de eletrificação. Objetivo é fazer com que a receita proveniente de veículos elétricos passe dos atuais 3% para, aproximadamente, 45% em 2030.

Plano faz parte da intenção da empresa de alcançar a neutralidade carbónica em 2035. “A nossa história, que tem mais de 100 anos, é de evolução, construída sobre a liderança de produto, um modelo de operação ágil e descentralizado, de gestão financeiro e operacional disciplinada”, disse Frédéric Lissalde, presidente e CEO da BorgWarner.

“Como nos encontramos a planear para a próxima década um crescimento lucrativo, agora é hora de nos afastarmos de uma estratégia de propulsão equilibrada e acelerar a nossa mudança em direção à eletrificação”, acrescentou.

E foi mais longe: “Acreditamos que a oportunidade de eletrificação é real, grande, de curto prazo e importante para os nossos objetivos de sustentabilidade. Há anos que temos vindo a trabalhar para capitalizar esta oportunidade. Estamos confiantes de que temos escala, portefólio, solidez financeira e equipa para executar este plano com sucesso”.

Mais sobre a BorgWarner aqui.

Os 5 pilares do plano Charging Forward

1

Aumentar a receita proveniente de veículos elétricos para, aproximadamente, 45% do total até 2030 (hoje, é de 3%). O plano compreende três pilares: dimensionamento lucrativo de veículos elétricos ligeiros; alargamento do portefólio de produtos para veículos comerciais elétricos; otimizar o portefólio de combustão da empresa através de disposições planeadas de negócios entre três mil milhões e quatro mil milhões de dólares em receita agregada.

2

Estrutura organizacional descentralizada, ofertas de sistemas e componentes, escala para entregar e comercializar tecnologia inovadora e equipas premiadas que a empresa acredita serem as suas vantagens competitivas para capitalizar as iniciativas de eletrificação.

3

Foco contínuo na sustentação do desempenho superior, com margem de dois dígitos, ao mesmo tempo que envolve, significativamente, o mix de negócios.

4

Expectativas de gerar, aproximadamente, 4,5 mil milhões de dólares de fluxo de caixa livre entre 2021 e 2025 (antes de aquisições e alienações), contribuindo, juntamente com um balanço patrimonial de grau de investimento e capital adicional de disposições de combustão planeadas, para o capital disponível para acelerar o posicionamento de veículos elétricos através de fusões, aquisições e investimentos orgânicos.

5

Planos para manter sua visão de um mundo limpo e eficiente do ponto de vista energético, incluindo o compromisso de alcançar a neutralidade carbónica em 2035.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Autozitania

artigos relacionados

Últimas

Atualidade