Skip to content

Banco Europeu de Investimento apoia pesquisa e desenvolvimento da MAHLE

Entidade concede à MAHLE um empréstimo de 300 milhões de euros para investimentos em tecnologia destinada a veículos elétricos, híbridos plug-in e movidos a células de combustível.
Check-up Media MAHLE vehicle technologies

O Banco Europeu de Investimento (BEI) está a apoiar a pesquisa e o desenvolvimento do quarto maior fornecedor automóvel da Alemanha, ou seja, a MAHLE, com um empréstimo de 300 milhões de euros para acelerar a eletrificação de veículos e a descarbonização do tráfego rodoviário.

Os projetos incluem investimentos em tecnologias ecologicamente corretas, como componentes de motores elétricos e baterias, gestão térmica, sistemas de refrigeração e qualidade do ar, componentes de hidrogénio e células de combustível, bem como eletrónica de potência e motores de tração.

A MAHLE encontra-se a trabalhar na mobilidade neutra em termos climáticos do futuro, com foco nos campos estratégicos de mobilidade elétrica e gestão térmica, bem como em outras áreas de tecnologia para reduzir as emissões de CO2, como, por exemplo, células de combustível e motores de combustão altamente eficientes que funcionam com e-combustíveis ou hidrogénio.

Mais de 60% das vendas do grupo alemão são independentes do motor de combustão interna dos automóveis. Até 2030, essa participação deverá aumentar para 75%. De acordo com os seus critérios de empréstimo, o BEI pode financiar uma quantidade significativa de projetos de pesquisa e desenvolvimento da MAHLE, uma vez que os investimentos da empresa alemã em tecnologias sustentáveis ​​visam reduzir, significativamente, a pegada de carbono da mobilidade.

“Estamos orgulhosos por apoiar a pesquisa e o desenvolvimento da MAHLE em tecnologias inovadoras para veículos de emissão zero. Com este investimento, juntos contribuiremos para um sistema de transportes europeu mais eficiente e sustentável”, disse Ambroise Fayolle, vice-presidente do BEI, responsável pela ação climática no banco da EU.

“O projeto está alinhado com o Climate Bank Roadmap do BEI em apoio aos objetivos climáticos internacionais. Este é um projeto verdadeiramente europeu, com pesquisas a ser realizadas na Alemanha e em outros sete países da EU”, acrescentou.

Michael Frick, presidente do Conselho de Administração (ad interim) e CFO da MAHLE, está satisfeito com esta cooperação. “Assumir a responsabilidade faz parte do ADN da MAHLE como empresa baseada em fundações. Vemos o acordo climático de Paris como um mandato vinculativo para minimizar as emissões causadas pelo tráfego rodoviário”, afirmou.

“Através de investimentos em tecnologias de emissão zero, estamos a acelerar a transição para uma pegada de carbono reduzida, ajudando a tornar a mobilidade individual mais eficiente, mais sustentável e, portanto, mais compatível com o ambiente”, frisou.

Mais sobre a MAHLE aqui.

Stratio
Dayco

 ÚLTIMAS 

Translate »