Skip to content

“Manutenção preditiva ajuda a eliminar paragens forçadas”

Muitos operadores de frotas de transportes públicos estão a tentar reduzir o número de paragens inesperadas e prolongar o ciclo de vida dos componentes dos seus veículos.
Check-up Media Nuno Mendes Stratio Automotive

Face ao aumento dos custos de combustível e às perturbações na entrega e disponibilidade de componentes, muitos operadores de frotas de transportes públicos estão a tentar reduzir o número de paragens inesperadas e prolongar o ciclo de vida dos componentes dos seus veículos.

As estratégias adotadas variam bastante, desde a introdução de serviços expresso até à redução da duração das viagens, mas têm falhado continuamente em identificar as paragens e avarias dos veículos como uma das causas predominantes na perda de receitas.

As avarias nos veículos representam um desafio para os serviços de transporte público, que procuram oferecer um serviço fiável aos passageiros. O declínio acentuado do número de passageiros causado pelos longos períodos de isolamento nos últimos dois anos veio agravar a posição das empresas de transporte público, que se veem, agora, confrontadas com o desafio de tornar novamente os autocarros urbanos numa escolha atrativa.

Por esta razão, o governo local galês, no Reino Unido, publicou, recentemente, um novo whitepaper que detalha o seu plano para melhorar a eficiência das viagens de transporte público e prestar o melhor serviço possível aos clientes. No entanto, este artigo não tem em consideração a melhoria nas paragens dos veículos e a redução dos custos de manutenção.

Agir de forma reativa não é a solução

As avarias dos veículos são um motivo de preocupação para os serviços de transporte público. Por várias razões. Do ponto de vista financeiro, as empresas de transporte têm de considerar o custo mais elevado das reparações de emergência, que, muitas vezes, implicam a retirada de um veículo da estrada e o pagamento de peças que precisam de ser entregues a curto prazo, o que pode fazer subir a fatura substancial da oficina.

Do ponto de vista da imagem da empresa, as paragens nos veículos causam interrupções de serviço que, a longo prazo, alteram a confiança dos passageiros na fiabilidade de uma rota de autocarro ou mesmo de toda a rede de serviços.

As avarias nos veículos representam um desafio para os serviços de transporte público, que procuram oferecer um serviço fiável aos passageiros

Nuno Mendes, Head of Product da Stratio Automotive

Isto, por seu turno, tem impacto nas receitas, uma vez que os clientes têm menos propensão para utilizar os serviços de transporte público que consideram ineficientes. Como resultado, as empresas sofrem, em conjunto, uma perda de receitas e um aumento das despesas, o que acaba por afetar os resultados globais dos operadores de transportes.

Numa tentativa de reduzir as paragens forçadas, os fornecedores de transporte adotaram várias estratégias diferentes, incluindo paragens planeadas e check-ups regulares do serviço, num esforço concertado para minimizar, substancialmente, o impacto das avarias dos veículos. Isto resultou frequentemente em melhorias pouco visíveis, ficando aquém do objetivo de “zero paragens” que muitos pretendiam alcançar.

Tecnologia é a chave para resolver o desafio dos tempos de paragem

O problema das paragens causadas por avarias nos veículos começa, geralmente, na gestão da manutenção da frota, que não dispõe das ferramentas necessárias para detetar e lidar com este desafio de forma proativa.

É aqui que a utilização de tecnologia pode ajudar, não só a minimizar a frequência destas avarias dispendiosas, como, também, a eliminá-las completamente ao longo do tempo. Soluções tecnológicas, como a manutenção preditiva baseada em Inteligência Artificial (IA), podem ajudar as empresas a monitorizar a saúde e o estado de cada componente do veículo em tempo real, oferecendo informação inteligente que permite planear operações de manutenção.

Esta inteligência pode ser utilizada por empresas de transportes públicos para monitorizar desde parâmetros simples, tais como níveis de combustível ou taxa de consumo de componentes, até ao estado de saúde mais complexo dos principais componentes dos veículos, permitindo-lhes agir em conformidade e de forma atempada, abordando questões específicas antes de os veículos iniciarem o seu percurso.

O que torna as ferramentas de manutenção preditiva de IA eficazes na redução das avarias, é a capacidade de transformar os dados dos veículos em informações úteis que podem ser utilizadas para informar e otimizar as operações de manutenção

Nuno Mendes, Head of Product da Stratio Automotive

Um bom exemplo da utilização desta tecnologia é a forma como a Go-Ahead Ireland utiliza a manutenção preditiva para frotas em tempo real da Stratio, como forma de minimizar as interrupções de serviço e evitar avarias. Esta empresa de transportes públicos monitoriza a sua frota com a plataforma Stratio e espera reduzir as avarias dos seus veículos em mais de 57% nos próximos três anos.

O que torna as ferramentas de manutenção preditiva de IA eficazes na redução das avarias, é a capacidade de transformar os dados dos veículos em informações úteis que podem ser utilizadas para informar e otimizar as operações de manutenção.

Esta vasta quantidade de dados sobre as condições dos veículos é recolhida e analisada pela plataforma de IA, que transforma estes dados em informação acionável em tempo real, que permite às empresas de transporte prever e lidar, proativamente, com potenciais avarias dos veículos e, como resultado, eliminar completamente os tempos de paragem forçada.

Quando se trata de gerir as frotas de transporte público de forma eficaz e evitar dispendiosos incidentes de avarias, a tecnologia avançada é fundamental para ajudar as empresas de transporte a reduzir os controlos preventivos e planear, dinamicamente, a taxa de desgaste dos componentes, em vez de depender de estimativas mais aproximativas com base na quilometragem.

Isto acabará por ajudar as empresas do setor dos transportes públicos não só a oferecer um serviço mais fiável aos passageiros, como, também, a poupar dinheiro e recursos.

Febi Plus
R-M 300x150
Glasurit_300x150
Vicauto

 ÚLTIMAS 

Check-up Media LIQUI MOLY KFS 12+

Cinco perguntas sobre anticongelantes

É um líquido fundamental para o bom funcionamento de um veículo e deve ser tratado como tal, procurando sempre produtos de elevada qualidade.

Check-up Media RPA DYS

DYS: a nova marca a chegar ao portefólio da RPA

Empresa aposta, assim, na diferenciação e na oferta global para ser tornar no parceiro ideal dos profissionais do ramo automóvel, fornecendo uma solução de qualidade que satisfaz todas as suas necessidades.

Check-up Media S. José Pneus new warehouse

É oficial: S. José Pneus tem novo armazém

Distribuidor sediado em Cantanhede dispõe de 32.000 m2 de área de armazenamento e de um stock diversificado: pneus ligeiros, SUV, comerciais, pesados, agrícolas e industriais.

Translate »