Skip to content

Kia EV6 GT-Line: um elétrico chamado desejo

Ousado, elitista, evoluído. O EV6, eleito Carro do Ano 2022 na Europa, é o primeiro de 11 novos BEV que a Kia planeia lançar até 2026. Na versão GT-Line, custa, sem despesas e com campanha de lançamento, €56.550. Mas há ofertas especiais para empresas.
Check-up Media Kia EV6

Lançado em Portugal a 30 de outubro de 2021, o EV6 começou a sua carreira comercial no ciberespaço. Isto porque, antes de chegar fisicamente aos concessionários da marca, já trazia na bagagem mais de 70 clientes, que confirmaram o sucesso das manifestações de interesse que surgiram desde o período de pré-reservas que a Kia Portugal promoveu nos seus canais digitais.

O EV6 é o primeiro BEV da Kia pensado e desenvolvido com base na nova Plataforma Modular Global Elétrica (E-GMP). E representa a primeira parte da transição da marca para a nova era da eletrificação, sob o novo slogan “Movement that inspires”.

Mais: assinala o início da estratégia de médio/longo prazo da Kia para BEV, híbridos plug-in (PHEV) e híbridos elétricos (HEV), que deverão assegurar um máximo de 40% das suas vendas anuais até 2030. Em número de unidades comercializadas, a marca colocou a fasquia para estes modelos em 1,6 milhões por ano.

Para termos a noção exata da importância que tem este modelo para a marca, recuperemos as palavras de Ho Sung Song, presidente e CEO da Kia: “O EV6 corporiza a nova Kia. Nasceu para inspirar cada viagem, através de um design ousado, engenharia evolutiva, tecnologias inovadoras e performance elétrica entusiasmante”.

E foi mais longe: “Trata-se de um modelo que marca o início do compromisso de longo prazo da Kia para com a mobilidade sustentável, acelerando a transição para as zero emissões, não apenas no transporte, mas, também, nos produtos, materiais e produção”.

Forte identidade visual

Adore-se ou deteste-se, a verdade é que o EV6 não deixa ninguém indiferente. Para mais, na versão GT-Line, cuja carroçaria, pintada de branco, combina bem com as inserções em preto brilhante e as jantes de 19” com cinco raios largos.

Concebido segundo a nova filosofia de design da Kia, “Opposites United”, o EV6 é, de acordo com a marca, um crossover inspirado nos contrastes que encontramos na natureza e na humanidade.

Check-up Media Kia EV6 rear

No centro desta filosofia, diz ainda a Kia, encontra-se uma nova identidade visual, que evoca as forças positivas e a energia natural, apresentando combinações contrastantes entre elementos estilísticos com linhas acentuadas e formas esculturais.

Teorias de marketing à parte, a verdade é que o EV6 reúne mais consenso na frente do que na traseira, com esta última a destacar-se pelo defletor no topo do óculo posterior e, sobretudo, pelas “ondulações” que dão forma às luzes, deixando ao centro uma ampla superfície que faz sobressair o novo logótipo da Kia.

Na secção dianteira, o chamado “rosto de tigre” da Kia surge reinterpretado para a era digital, exibindo as luzes de circulação diurna uma aparência elegante e moderna, dominadas por um padrão dinâmico “sequencial”. Particular destaque merecem, também, os puxadores das portas embutidos na carroçaria.

Apesar das suas dimensões exteriores compactas, o EV6 anuncia uma distância entre eixos de 2.900 mm, que lhe permite oferecer um espaço no habitáculo ao nível do que encontramos em muitos SUV médios.

Um dos elementos mais marcantes do interior é o ecrã curvo duplo do sistema de infoentretenimento, que se destaca pela sua tecnologia, surgindo perfeitamente integrado no tablier e contribuindo para a sensação de amplitude. Já o sistema de som Meridian, com 14 altifalantes, torna o habitáculo numa sala de concerto.

Couro vegan, plástico reciclado

O piso plano do EV6, fruto da ausência do túnel central da transmissão, permite oferecer aos ocupantes dos bancos traseiros 990 mm de espaço para as pernas, garantindo, assim, um conforto digno de registo.

O novo e inovador sistema HVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado) contribui para a agradável estadia a bordo. Ao optar por uma arquitetura dividida entre o interior e o exterior do habitáculo para este sistema, o EV6 conseguiu reduzir o espaço ocupado pelo mesmo no tablier em 55%.

Dotado de um posto de condução ergonómico, em virtude da multiplicidade de ajustes e da localização correta de todos os comandos, este crossover elétrico aposta numa qualidade de construção francamente razoável. Alguns materiais podiam ser menos duros e não estremecer tanto quando se circula em mau piso, mas nada que manche o resultado final global.

Check-up Media Kia EV6 interior

Para o EV6, a Kia recorreu a materiais sustentáveis, como é o caso dos revestimentos em couro vegan, assim como os tecidos produzidos a partir de plástico reciclado, com o equivalente a 111 garrafas de água de 500 ml. O que, em parte, atenua a crítica acima mencionada.

Arejado e futurista, o interior aposta, também, numa lista de equipamento completa (as mordomias são diversas) e num nível de segurança acima de qualquer suspeita, apresentando uma organização do espaço interior inteligente e flexível, onde abundam as zonas de arrumação.

Entre elas, destaca-se a bagageira, que oferece nada menos do que 520 litros de capacidade com os bancos traseiros na posição normal.

Com eles rebatidos, o volume aumenta para, aproximadamente, 1.300 litros. E ainda existe uma “bagageira” dianteira, que acrescenta 52 litros nas versões 2WD (como é o caso desta, que dispõe de tração traseira).

Tecnologia de ponta

Otimizado, desde o início, para ser um automóvel 100% elétrico, o EV6 aposta na arquitetura E-GMP, que lhe garante características de condução aprimoradas, graças, em parte, a uma relação de peso equilibrada, de 53:47 entre a frente e a traseira.

Distribuição que foi obtida através do posicionamento do conjunto da bateria, que apresenta uma configuração totalmente nova, com um formato plano que permite a disposição ao longo do piso do veículo, diminuindo a concentração de massa e contribuindo para uma maior estabilidade.

Característica que confere ao EV6 um centro de gravidade baixo para um automóvel 100% elétrico, melhorando o seu desempenho dinâmico. Ainda assim, fruto da suspensão com amortecimento vago e da direção pouco precisa, o EV6 é agradável de conduzir mas não entusiasma.

O nível de conforto é bastante convincente, mesmo com jantes grandes, montadas em pneus Michelin Primacy 4, de medida 235/55R19 105W XL, e pese embora o facto de a suspensão não apreciar pisos degradados, produzindo respostas secas. Já os níveis de motricidade e estabilidade, passam no teste com distinção.

Destaque merecem os inovadores casquilhos hidráulicos que ligam o subchassis traseiro à parte principal da carroçaria, otimizando o comportamento e compensando os efeitos do peso tipicamente elevado deste tipo de veículos.

Equipado com quatro modos de condução (“Eco”, “Normal”, “Sport” e “Snow”), selecionáveis através de um toque num botão, além de dispor de tecnologias de recuperação de energia, o EV6 deve as boas prestações que oferece ao motor elétrico de 168 kW (229 cv) e 350 Nm. A bateria, de polímeros de iões de lítio, dispõe de 77,4 kWh de capacidade e pesa 477 kg.

De acordo com a Kia, o EV6 também beneficia do primeiro Eixo Motor Integrado (Integrated Drive Axle – IDA) do mundo a ser produzido em série, que agrega os rolamentos das rodas e o veio de transmissão numa única peça transmissora da potência.

Integração esta que, segundo diz, previne os problemas que, por vezes, ocorrem nas ligações do veio de transmissão e dos rolamentos, ao mesmo tempo que contribui para níveis superiores de conforto e de manobrabilidade através de um aumento da rigidez dos eixos.

Central de energia elétrica

O EV6 oferece capacidades de carregamento de 800 e 400 V, sem necessidade de componentes adicionais ou adaptadores.

O utilizador pode usufruir de carregamentos de alta velocidade dos 10 aos 80% em apenas 18 minutos ou de abastecimentos de energia suficiente para uma autonomia de 100 km em menos de quatro minutos e meio.

Check-up Media Kia EV6 front

O sistema de carregamento deste modelo é mais flexível do que o da geração anterior de BEV, graças à Unidade de Comando de Carregamento Integrado (ICCU), que permite uma nova função “vehicle-to-load” (V2L, ou “veículo para carregamento”), capaz de fornecer 3,6 kW da bateria a dispositivos externos, bastando, para tal, utilizar um simples adaptador que transforma a ficha de carregamento exterior numa tomada elétrica.

Este adaptador de fichas é específico para cada mercado, permitindo ao EV6 carregar desde eletrodomésticos até outros EV. Por exemplo, a função V2L é capaz de alimentar uma televisão de 55” e um sistema de ar condicionado em simultâneo durante mais de 24 horas.

Além disso, o EV6, com bateria de 77,4 kWh, consegue rebocar até 1.600 kg. E ainda há o modo utilitário, que permite que diversos sistemas se mantenham em funcionamento com o veículo desligado. Quando este modo é ativado, a bateria de alta tensão continua a alimentar os sistemas de ar condicionado, iluminação e infoentretenimento, sem perigo de descarregar a bateria de 12 V.

E quanto a tempos de carregamento? Carga normal (100% com cabo doméstico): 220V (10A) / 32h45m; carga normal (100% com cabo combo): 11 kW / 7h20m; carga rápida (10 a 80%): 240 kW de capacidade máxima / 18m.

Como uma autonomia de máxima de 740 km (ciclo urbano WLTP) e um consumo misto de 16,5 kWh/100 km, o EV6 GT-Line anuncia uma velocidade máxima de 185 km/h e um arranque dos 0 aos 100 km/h em 7,3 segundos.

Para último, deixámos o ponto menos positivo deste crossover elétrico: o preço. Custa, sem despesas e com campanha de lançamento (que atribui €3.000 de desconto), €56.550. Garantia? Sete anos ou 150 mil km. Resta acrescentar que, para clientes empresariais, a Kia preparou uma oferta especial com a versão Air (bateria de 58 kWh), estando disponível, também, uma campanha de renting (tudo incluído) para um contrato de 60 meses/50 mil km.

Banner_C_Santos
Wolf

 ÚLTIMAS 

Translate »