Skip to content

“A tecnologia da Stratio é agnóstica e funciona com todos os tipos de veículos”, diz Miguel Franco

Ao fornecer automatização integral às empresas de transporte, a Stratio propõe a solução de manutenção preditiva mais avançada da indústria, afirma o vice president of business development.
Check-up Media Miguel Franco Stratio

Com escritórios em Coimbra, Lisboa, Reino Unido e Singapura, a Stratio (ou Stratio Automotive) assume-se como a plataforma líder mundial de manutenção preditiva de frotas em tempo real, encontrando-se organizada em três módulos – Manutenção, Operações, Ecodriving – que podem ser adquiridos e combinados para se ajustarem às necessidades dos operadores.

A missão da Stratio é fornecer automatização integral às empresas de transporte, criando um futuro sem paragens forçadas. Fornece a solução de manutenção preditiva mais avançada e integrada da indústria, controlo das operações com base em dados e o único sistema inteligente de ecodriving para frotas multimarca, permitindo às empresas de transporte servir mais clientes, melhor e a um custo mais baixo.

Em entrevista ao Check-up, Miguel Franco, vice president of business development, revela como tudo começou e explica como tem a tecnológica portuguesa vindo a conquistar algumas das maiores empresas de transportes do mundo, numa altura em que anunciou uma ronda de investimento Série A de 12 milhões de dólares para acelerar a sua expansão, aumentar a capacidade de I&D e duplicar a equipa até final de 2022.

A Stratio foi lançada, em Coimbra, no ano de 2017. O que esteve na génese da criação desta start-up?

A ideia surgiu quando os seus fundadores perderam um voo importante porque o autocarro em que se encontravam na ida para o aeroporto teve uma avaria e fez com que tivessem falhado uma reunião decisiva. 

Esta situação levou-os a investigar como resolver este tipo de problema. Se seria possível poder prever avarias utilizando manutenção preditiva. O objetivo por detrás era evitar que a vida das pessoas fosse afetada por este tipo de problemas e mudar a indústria dos transportes.

Após uma investigação, compreenderam que era possível prever avarias através da análise automática de quantidades massivas de dados com a aplicação de Inteligência Artificial (IA).

A Stratio assume-se como a plataforma líder mundial de manutenção preditiva de frotas em tempo real. Em que consiste a vossa atividade?

A plataforma Stratio aproveita os dados gerados pelos veículos e recorre à IA para fornecer aos seus utilizadores uma visão total em tempo real da sua frota e de quando é expectável que a próxima avaria aconteça. Por outras palavras, produz informação que ajuda os utilizadores a tomar as melhores decisões possíveis relativamente à manutenção dos veículos.

Check-up Media Stratio TST

Um exemplo claro é a decisão de fazer um serviço de manutenção numa altura em que esse processo não afeta a rota em questão ou quando estão assegurados outros veículos para executarem um determinado trajeto.

Ao eliminarmos tempos de inatividade dos veículos e da operação, temos um enorme impacto nas empresas das quais o transporte de pessoas e mercadorias dependem, reduzindo custos e melhorando a qualidade de serviço.

Que diferenças existem na área da manutenção preditiva entre hoje e o ano de 2017, quando começaram?

De um modo geral, podemos dizer que, hoje, dispomos de mais experiência nesta área, principalmente devido ao investimento que temos feito em investigação. A primeira ronda de investimento, em 2019, de três milhões de euros, serviu precisamente para alavancar a investigação e o desenvolvimento da nossa tecnologia.

A recolha intensa de dados durante este período de tempo também permitiu um aumento na nossa capacidade para dispor de mais modelos para mais componentes. E, por último, conseguimos suportar um maior número de operações diferentes. Cobrimos, hoje, muitas mais geografias do que em 2017.

A Stratio tornou-se, rapidamente, numa solução global. Em quantos países está presente e qual o número de clientes?

Atualmente, trabalhamos com empresas que se destacam pela sua dimensão e presença internacional, com operações na Europa, América do Norte, América Latina e Ásia. Por exemplo, a Keolis opera cerca 21 mil veículos em 13 países, da Índia aos EUA, e fatura mais de seis mil milhões de euros ao ano, contando com quase 70 mil colaboradores.

Check-up Media Stratio platform

Já o Grupo ComfortDelGro, opera 40 mil veículos em sete países, incluindo frotas em nove cidades chinesas e cobrindo grandes mercados, como Singapura e Malásia. A Arriva, RATP Dev ou Go-Ahead são, também, líderes em muitos dos mercados onde contam com grandes operações.

A plataforma Stratio já permite zero tempo de inatividade a cinco das 10 maiores empresas de frotas do mundo. Mais um trunfo, portanto…

De facto, cinco das 10 maiores empresas de transporte do mundo contam com a nossa tecnologia para perceberem, em tempo real, qual a probabilidade de um determinado componente avariar, evitando avarias desnecessárias e transtornos na vida de milhares de pessoas.

Se pensarmos na forma como um autocarro avariado consegue impactar a totalidade da sua rota, facilmente percebemos que a disrupção é muito significativa na vida das pessoas, com custos muito para além dos financeiros dado que implica também a perda de reputação por parte dos operadores das frotas.

Como olha a Stratio para a eletrificação e utilização do hidrogénio no setor dos transportes? Vem, de algum modo, obrigá-la a “reinventar” a sua atividade?

A tecnologia da Stratio é agnóstica e funciona com todos os tipos de veículos. Temos estado a ajudar várias empresas no seu processo de transição para veículos de zero emissões. Acreditamos que a nossa tecnologia é crítica, pois o investimento que estas empresas precisam de fazer em frotas mais sustentáveis é muito mais elevado comparativamente a uma frota com veículos operados a combustíveis fósseis.

Muitas empresas ainda não tomaram esta decisão, por não conseguirem justificar esse investimento relativamente ao retorno financeiro a médio prazo. Se queremos resolver o problema grave das alterações climáticas, temos de resolver a parte económica primeiro para conseguir acelerar essa mudança. A Stratio já demonstrou a múltiplos clientes que, com a sua tecnologia implementada, o caminho é, claramente, o das frotas elétricas.

O ano de 2022 será de investimento para a Stratio, em recursos humanos, expansão e I&D. Qual o objetivo?

Sendo a Stratio uma tecnologia única no mercado, um dos nossos focos será contratar pessoas que queiram ajudar-nos a tornar a nossa solução ainda mais robusta e apta para os desafios da indústria.

A base do nosso desenvolvimento tem sido a engenharia desenvolvida por equipas com um mindset altamente inovador, que trabalham numa cultura ágil, garantindo que o façam sempre com as melhores práticas de desenvolvimento e tecnologia de ponta. E é justamente isso que procuramos neste crescimento e que queremos reforçar.

Pretendemos tornar a nossa plataforma ainda mais escalável, flexível e ágil, de forma a permitir que as empresas de transportes atinjam o seu principal objetivo.

Qual? Utilizar a manutenção preditiva para nunca mais terem avarias que afetem o transporte de pessoas ou a entrega de produtos.

A disrupção na cadeia de abastecimento e na mobilidade são problemas invisíveis mas que, todos os dias, as pessoas sentem de forma muito significativa.

A resposta está numa engenharia de qualidade, que permitirá levar a nossa tecnologia ainda a mais empresas.

Check-up Media Stratio predictive maintenance
Que desafios se colocam ao futuro da manutenção preditiva de frotas em tempo real utilizando IA?

As empresas que já utilizam a nossa tecnologia nunca têm os veículos parados nas oficinas nos momentos em que deveriam estar a trabalhar e a contribuir para a amortização desse investimento. Em vários casos, clientes nossos só tomaram a decisão de investir em frotas mais sustentáveis porque a nossa tecnologia os ajuda a garantir o retorno financeiro.

No final do dia, a transição para veículos elétricos está muito centrada no quão economicamente viável é esse caminho. A Stratio já demonstrou a múltiplos clientes que, com a sua tecnologia implementada, o caminho é, claramente, o do investimento em frotas elétricas.

Existe intenção da Stratio de disponibilizar a sua tecnologia para todos os veículos em todo o mundo? Se sim, de que forma?

A Stratio está a construir uma plataforma agnóstica de forma a que todo o tipo de frotas possam controlar todos os seus processos de manutenção, independentemente do tipo de veículo, modelo ou organização.

De que forma a condução autónoma afetará a manutenção preditiva de frotas em tempo real? Provocará alterações de procedimentos?

Estamos no início de um processo de desenvolvimento longo e complexo. Por isso, ainda é muito cedo para saber quais as alterações fundamentais que irão ser provocadas pela introdução de veículos autónomos.

No entanto, a nossa convicção é que, de facto, esta revolução irá acelerar a adoção da tecnologia de manutenção preditiva da Stratio, pois a segurança e a previsibilidade do estado dos veículos terá de ser ainda maior.

MFPinto_BorgWarner
Autozitania-Bragalis_875x175

 ÚLTIMAS 

Translate »