Skip to content

Continental: pneus sustentáveis “dente-de-leão” reconhecidos pela presidência

Equipa da Continental, Fraunhofer IME e Universidade de Münster nomeados para o “Federal President's Award”, graças à inovações biológicas na produção.
Check-up Media Continental Urban Taraxagum

Carla Recker (Continental), Dirk Prüfer (Universidade de Münster) e Christian Schulze Gronover (Instituto Fraunhofer de Biologia Molecular e Ecologia Aplicada IME) foram nomeados para o “Federal President’s Award” em “Tecnologia e Inovação 2021” (“Deutscher Zukunftspreis 2021”) com o seu projeto conjunto, designado “Pneus sustentáveis a partir de dente-de-leão – inovações da biologia, tecnologia e agricultura”.

Todos os anos, o Presidente Federal apresenta o “Federal President’s Award”, dedicado a premiar indivíduos ou equipas em inovação técnica, de engenheira ou científica de excelência.

“A nomeação para este prémio é uma grande honra. Confirma, uma vez mais, o potencial de uma nova fonte de matéria-prima para a borracha natural. Juntamente com a nossa rede de projetos, conseguimos fazer avançar, significativamente, a investigação em toda a cadeia de valor do dente-de-leão russo”, explica Carla Recker, chefe do Departamento de Química de Materiais de Campo Especializado em Pneus da Continental.

“A industrialização do cultivo do dente-de-leão é o objetivo do nosso projeto a longo prazo, onde a chave do sucesso é a confiança mútua e a perseverança”, acrescenta. “O nosso primeiro pneu de bicicleta produzido em série com borracha de dente-de-leão, o Taraxagum Urbano, mostra que os produtos comercializáveis feitos de borracha natural da planta do dente-de-leão são possíveis”.

Cuidados ambientais

Desde 2011, que a equipa do projeto tem vindo a trabalhar em conjunto na extração de borracha natural de dentes-de-leão, em vez de importá-la, exclusivamente, de regiões tropicais longínquas – o que revela ser uma vantagem crucial deste projeto para Dirk Prüfer, professor de Biotecnologia Vegetal na Universidade de Münster.

“A proteção da nossa floresta tropical é uma das principais prioridades na luta contra as alterações climáticas. Por esta razão, a indústria de processamento de borracha natural também precisa de ser repensada”, frisa a mesma fonte.

Check-up Media Continental PP Team

“A nossa abordagem para ganhar, de forma sustentável, a borracha natural dos dentes-de-leão pode contrariar muitos desafios socioeconómicos e ecológicos nestas regiões”, afirma o cientista de Münster.

E vai mais longe: “A extração de borracha natural de dentes-de-leão permite que as matérias-primas sejam produzidas perto das fábricas de pneus da Continental. Isto também permite reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) causadas por longas rotas de transporte”.

O caminho para o estabelecimento do dente-de-leão russo como fonte de matéria-prima cultivável colocou um grande desafio aos investigadores. “Através de uma ação consistente, baseada no conhecimento e com análises modernas, temos trabalhado com um criador de plantas para estabelecer plantas de alto rendimento e resistentes a partir do dente-de-leão selvagem russo”, adianta Christian Schulze Gronover, chefe de Investigação no Instituto Fraunhofer de Biologia Molecular e Ecologia Aplicada IME, Münster.

“Também desenvolvemos um processo amigo do ambiente para extrair borracha das raízes das plantas. Já toda a sociedade está a beneficiar destas inovações, como, por exemplo, agricultores, logísticos, construtores de máquinas e, naturalmente, ciclistas”, acrescenta.

Mais sobre a Continental aqui.

Secção patrocinada por empresas que apoiam jornalismo de qualidade
Mewa
MGM
Gteam Goncalteam
Silva Peças
Lusilectra
MF Pinto Import. export peças, S.A.

 ÚLTIMAS 

Translate »